Telefone : (27) 3235-6999     E-mail: contato@p6comunicacao.com.br
dez 06

Práticas inovadoras na área de gestão de pessoas: do uso de jogos virtuais à ressocialização social

Desenvolver técnicas e práticas para inovar tornou-se um diferencial no mercado de trabalho. Seja para acessibilidade, informação ou mesmo em áreas culturais, criar algo novo tem movimentado as empresas e proporcionado muitas facilidades e inclusões, tanto em setores técnicos quanto na relação e gestão de pessoas. E isso ficou comprovado pelo Prêmio Ser Humano 2017, promovido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos, seccional ES (ABRH – ES).

Em sua 14ª edição, o Prêmio Ser Humano premiou cases inovadores em gestão de pessoas. Dentre os ganhadores, na categoria Empresarial, está o grupo Extrabom com o tema “Ressocialização e inclusão de detentos do sistema penitenciário”.

“Desenvolvemos esse projeto há quatro anos e acreditamos muito nele. O comércio varejista, além de ser um dos maiores empregadores, também tem demonstrado preocupação com a sustentabilidade, com a inclusão. No ano passado participamos do prêmio com o projeto de inclusão de deficientes auditivos, e agora com mais um projeto, que é a recuperação de detentos. Tem sido um aprendizado para a gente ver as pessoas se recuperando e se ressocializando. Isso é a cara do RH e ser reconhecido com a conquista desse prêmio é muito gratificante”, afirma a autora do projeto Fabiana Gonçalves Vieira.

Já na categoria Acadêmica, um dos trabalhos premiados foi Jogos e realidade aumentada”. Tecnologias cada vez mais presentes na vida de jovens, adultos conectados ao mundo virtual. Melhor ainda quando integra inovação e acessibilidade, esse foi um dos desafios da estudante Anna Paula Sampaio. “Sempre estou incomodada com alguma coisa que vejo na realidade e fico querendo resolver. Digo que a gente não trabalha para ganhar prêmio, mas quando acontece fico muito feliz porque alguém está certificando que aquilo deu certo. O prêmio também já me produziu oportunidades profissionais, pois dá visibilidade e as oportunidades surgem”, conta Anna Paula.